Pular para o conteúdo principal

Nunca Jamais - Colleen Hoover e Tarryn Fisher


Título: Nunca Jamais
Título Original: Never Never
Autoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Editora: Galera Record
Ano: 2016
Páginas: 192
Nota: 4/5


Sinopse: "Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.
Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado."





Participando de alguns desafios literários, percebo que nunca tinha lido nada sobre a autora Colleen Hoover. Quando eu me deparo com a sinopse do novo lançamento da autora e de sua parceira Tarryn Fisher em Never Never, traduzido aqui no Brasil como Nunca Jamais pela editora Galera Record, fiquei muito intrigada com o acontecimento de seus personagens, despertando assim, a leitura.

Charlie e Silas não sabem de nada sobre seus passados. Tudo parece uma enorme massa branca e sem conteúdo. A relação entre ambos se tornou vazia e sem direção, a não ser pelas passagens deixadas por todos ao redor. Neste caso, a única solução a saciar a angustia é ir à busca da verdade, e é com esse pensamento que ambos irão correr o mais rápido possível justando cada pedaço de cacos que suas vidas estão. O que terá realmente acontecido com suas lembranças? 

Assim como proposto na sinopse da primeira parte, estamos compartilhando do mesmo mundo cego e com muitas perguntas do qual, os personagens estão inseridos. Sendo assim, as soluções encontradas pelas autoras foram à perspectiva da narrativa tanto assim pelo ponto de vista de Silas, assim como, pela de Charlie. O desenvolvimento das características próprias de cada personagem é construído aos poucos por percepção de convivência vindas principalmente do olhar e da descrição de cada um. 

A cada capítulo, peças são encontradas e adicionadas na memória de cada um. Todas elas são acompanhadas de mistério e desconhecimento do que resultará. A falta de noção dos acontecimentos do dia anterior e até de todo o percurso das vidas até o momento, é a parte mais embaraçosa corrida no livro, pois, todos os olhares e frases deixadas por parte dos familiares, amigos e conhecidos, nos deixa com muito mais ansiedade do que esperar na próxima página.

Leitura rápida e misteriosa, dando uma impressão que estamos dentro de um jogo de caça ao tesouro, que neste caso são as informações do passado. Personagens desenvolvidos de maneira peculiar, assim como, as cenas que os envolve. E o desfecho, surge como uma deixa para partir imediatamente para a parte dois, a fim de resolver por todos esses mistérios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Menina Má - William March

Título: Menina Má Título Original: The Bad Seed Autora: William March Editora: DarkSide Books
Número de Páginas: 276 Ano: 2016 Avaliação:☆☆☆☆☆

Sinopse:"Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investig…

Maratona Literária de Verão 2018

Olá pessoas, tudo bem? Primeiramente quero desejar a todos muitas leituras neste ano!
Neste ano eu me desafiei a participar mais de maratonas, desafios e projetos de literatura pela internet. Pois, quando fazemos parte desses acontecimentos sempre podemos conhecer autores e gêneros novos.
Assim, estou confirmando a minha presença na maratona literária criada pelo canal Geek Freak. Neste ano a maratona passa a se chamar #JornadaMLV tendo dois reinos precisando de recrutamento, assim, cada um que for participar terá que escolher um dos reinos, estes com alguns desafios a serem cumpridos. O período da Jornada é do dia 13 de janeiro até o dia 27 de janeiro, sendo assim temos 15 dias de muitas leituras! 
O Liiteroma fará parte do reino Arcania e qual será sua monstruosa TBR? Desafios de Arcania Leitura que era para você ter lido em 2017.Um livro que já fez sucesso a muito tempo.Um livro nacional da atualidade.Um livro de um autor que você nunca leu antes.Uma fantasia protagonizada por uma mulher…

A Maldição do Vencedor (Trilogia do Vencedor #1) - Marie Rutkoski

Título: A Maldição do Vencedor Título Original: The Winner's Curse Autora: Marie Rutkoski Trilogia: Trilogia do Vencedor Editora: Plataforma21 Número de Páginas: 328 Ano: 2016 Avaliação:☆☆☆☆☆
Sinopse: "Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai - o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que…