sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Maratona Skindô Skindô

Alguns dos livros da meta./Fonte: Blog Liiteroma


Olá leitores! Estamos chegando próximo ao feriado do carnaval e como não irei festejar em nenhum bloco, venho relatar a vocês a participação do blog Liiteroma na Maratona Skindô Skindô criada pela Tatiana Feltrin do canal TINY little ThInGs

A Maratona consta em aproveitar os dias de folga do carnaval em leituras. Sabe aquele livro aí na estante nunca tocado? Último livro que comprou, série para terminar ou continuar, até mesmo dá aquele gás nos desafios. Todas essas alternativas poderá ser realizadas na Maratona Skindô Skindô com duração de 6 dias, começando dia 24 sexta e finalizando no dia 01 quarta. 

Assim, para essa ocasião separei alguns livros da meta deste ano, entre eles estão leituras que venho carregando já faz longos dias - uma vergonha- pretendo finalizas nestes seis dias. Além de um anime, também na lista faz quase dois anos e um mangá não finalizado.

Livros 
  • Como eu era antes de Você - Jojo Moyes
  • Neve e Cinzas - Sarah Raasch
  • Inferno - Dan Brown
  • Caixa de Pássaros - Josh Malerman
  • Beijada por um Anjo - Elizabeth Chandler (releitura)
  • Desastre Iminente - Jamie McGuire

Animes/Mangás

  •  Fullmetal Alchemist - Hiromu Arakawa (pelo menos 6 volumes)
  • Blade & Soul (anime)
Lembrando que todos os livros exceto Beijada por um Anjo, são leituras já iniciadas e não finalizadas. Assim, alguns desses contém poucas páginas para terminar, espero poder concluir e logo postar resenha aqui no blog. 
Se você também terá algum tempo livre neste feriado, não deixe de participar! Para saber mais sobre o andamento da maratona, confira nas redes sociais do blog! 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A Sétima Onda - Daniel Glattauer


Título A Sétima Onda
Autor: Daniel Glattauer
Editora: Suma das Letras
Ano: 2013
Páginas: 168
Nota: ☆☆☆

Sinopse: " Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner por meio de conversas por e-mails e os sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor. Emmi & Leo: a sétima onda é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes. Daniel Glattauer reconquista os leitores e a crítica internacional com seu peculiar olhar sobre as relações amorosas dos tempos atuais."

A Sétima Onda é a continuação do livro @mor do autor Daniel Glattauer, publicado no Brasil pela editora Suma das Letras. Nesta continuação, o leitor irá embarcar na resolução do relacionamento a distância entre os personagens Emmi Rothner e Leo Leike. Através de diálogos sentimentais trocados por meio de e-mails, percebemos como evoluímos diante um relacionamento duvidoso na sociedade atual. 

Depois uma interrupção de mensagens e uma suposta quebra entre o relacionamento de Emmi e Leo, um deles resolve mostrar que a distância está com sabor de amargura e então resolve iniciar um contato longo e decisivo. Emmi inicia as primeiras mensagens com seu querido Leo e então é surpreendida com um silêncio total, pois sem saber que Leo está fora de Boston por enquanto. Após uma ausência longa, Leo retorna a Boston e logo se vê em muitos e muitos e-mails desesperados de Emmi, sem nem pensar duas vezes, a primeira resposta por parte de Leo aparece e a lembraça de velhos tempo volta, com as famosas trocas de mensagens. O problema começa a surgi quando Emmi descobre um relacionamento de Leo e Pamela, até o momento tudo está muito mais do sólido e ainda tem o seu casamento. Então, ambos terão de deixar todos os sentimentos e ações que antes estavam impendido a primeira passada de suas felicidades e ir em busca. 

Com essa sinopse, o leitor embarcará em difíceis decisões entre os protagonistas. Aqui, o pensamento se mantem em saber se um relacionamento mantido por duas telas e um teclado, pode ter um final feliz, sendo um dos pontos mais abordados durante toda a história do autor. Além disso, podermos ir em busca de nossa felicidade mesmo saindo da linha de algo sólido e até para muitos certeiros, como foi o casamento de Emmi, do qual percebe-se que nunca teve uma base sólida como ela e o próprio marido sempre pensavam. 

Leitura rápida e reflexiva, com personagens bem trabalhados e uma escrita profunda. A relação entre personagens e o ambiente se mantem da mesma forma que o primeiro, e a construção de ambos, não sofre qualquer alteração dando a desejar. Durante toda a narrativa, a única observação são as cenas arrastadas ao longo dos capítulos.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom - Sophie Kinsella


Título:Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
 Autora: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2005
Páginas: 432
Observações: 5/5

Sinopse: "Os delírios de consumo de Becky Bloom é o primeiro romance da inglesa Sophie Kinsella. É a história de uma jornalista financeira que durante o dia, ensina às pessoas como administrar seu dinheiro e no fim-de-semana, transforma-se em uma consumidora compulsiva, fugindo do gerente do seu banco e com muitas dívidas. Rebecca Bloom não resiste uma liquidação! Quanto mais inútil, melhor! Para ela, o mundo todo enxerga os detalhes da alça de seu sutiã, combinando com as cores de seus sapatos. Mas seu salário nunca é suficiente para pagar suas extravagâncias. Endividada até a alma, Rebecca, ou Becky, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. Os delírios de consumo de Becky Bloom é um pouco da história de todas as pessoas para as quais comprar é quase uma terapia, a resposta para todos os problemas, mesmo criando outros piores ainda. Entre eles, inventar a próxima desculpa para o gerente do banco: - "Meu pé quebrou! Você não recebeu meu cheque? Meu cachorro morreu!", são alguns dos argumentos usados por Becky para enrolar seu gerente Derek Smeath. Mas a personagem de Sophie Kinsella não é apenas uma ""material girl"" que só pensa em dinheiro e futilidades. Rebecca é sensível, carinhosa e extremamente otimista. Com essas qualidades, ela vai fazer de tudo para resolver seu problema. Como se não bastasse, em meio a tanta confusão, Becky ainda arruma tempo para se apaixonar pelo sedutor - e expert em finanças - Luke Brandon."







Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é primeiro livro da série Becky Bloom escrita pela autora Sophie Kinsella, publicada no Brasil pela editora Record. De imediato, deixo claro o conhecimento do filme inspirado no livro. Durante o desenrolar da leitura, ficava me pegando em alguns aspectos que difere ambos, mesmo assim, não tive nenhum problema na leitura e alimentei algum sentimento negativo entre ambos. Além disso, esse foi o meu primeiro contato com a escrita de Sophie Kinsella, da qual, fiquei fascinada com a forma do evolvimento de capítulo com o leitor. 

Rebecca Bloom não consegue resistir a palavra liquidação. Sua vida é praticamente, trabalho em um jornal não tão famoso em Londres e suas visitas as lojas. Porém, apesar de viver em uma vida de puro glamour empaturrada em várias e várias sacolas, e também de se vestir elegante, seu mundo financeiro não está tão bem quanto deveria, pois ela é jornalista econômica e se encontra em sérios problemas com o dinheiro. Todos os dias ela recebe cartas e ligações do banco, lojas, cartões e para fugir de tudo isso o único meio são as tantas mentiras que sua vida se tornou, não só a vida financeira mas a pessoa também. Alguns de seus amigos estão conseguindo subir na vida, adquirindo bons empregos e estão felizes, por enquanto que ela está empaturrada de problemas sem resolução. Até que parece que tudo irá explodir e ela resolve passar alguns dias na casa de seus pais. O que era para ser um refugio se torna a solução de muitos dos seus problemas, incluindo o reconhecimento, um com emprego, coragem, determinação opara enfrentar os problemas e não empurrá-los debaixo do tapete e ainda espaço para o inicio de um amor. 

Durante a leitura, a autora consegue apresentar no enredo uma evolução gradualmente com respeito da situação geral da vida da personagem, assim como, a sua personalidade. Em algum momento no livro, temos Rebecca em busca de soluções rápidas e simples capazes de acertar o seu problema financeiro de uma vez, é através de uma analisa da própria dos itens que ela compra por dia que percebemos a extrapolação dela. Não existe um dia sem que ela compre alguma coisa, e muitas delas nem são necessárias, apesar da mesma saber a verdade ela consegue sempre colocar um pano morno por cima. Apesar disso tudo, a única coisa que ela precisa fazer é aceitar tudo aquilo ocorrendo. 

Leitura rápida e agradável apesar do número de páginas, por onde a autora mostrou uma pessoa que fugia se seus problemas com medo de enfrentá-los de frente, e por isso, os outros campos de sua vida se torna desordenados. Outro aspecto é a boa construção dos personagens, dos quais, são bem participativos e também do ambiente onde tudo se passa.  É bom lembrar, que não há muita semelhança com o filme e nada irá fazer muita diferença mesmo quando for assistir.  Boas Leituras! 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Fiquei com seu Número - Sophie Kinsella


Título:Fiquei com seu Número
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 464
Nota: 4/5

Sinopse: "A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir."





Fiquei com seu Número é o livro escrito pela autora Sophie Kinsella e lançado no Brasil pela editora Record. Em alguns momentos de resseca literária me deparo com esse livro, sendo a segunda obra da autora lida neste ano. De forma descontraída e reflexiva Sophie Kinsella, mostra ao leitor toda a ação do destino na vida de duas pessoas pra lá de diferentes. Onde o que parece ser algo temporário vai ganhando raízes e transformando em algo verdadeiramente sólido.

Poppy Wyatt já passou por muitas etapas de sua vida, atualmente ela trabalha como fisioterapeuta e está caminhando ao passo único de toda mulher, poder casar e ainda com o homem perfeito, ela não podia reclamar do caminhar do destino. Porém, tudo começa a mudar com a perda de seu anel de noivado muito importante na família de seu noivo e ainda a perda de seu parelho celular e por acaso encontra em uma lixeira de uma empresa um celular ainda funcionando. Sem pensar em nada, Poppy pega o aparelho no pensamento de sua utilização por alguns dias, até a mesma poder comparar o próprio. O que Poppy não esperava é que o Sam Roxton, uma homem que vive uma vida muita certa e que odeia qualquer bisbilhotei-o em suas mensagens, o dono do aparelho ligasse para o seu "atual número" e pedisse que a devolvesse e ainda se podia resolver um pequeno interlaço em sua vida profissional, é o início de uma longa jornada de mensagens trocadas, algumas muito pessoais outras na tentativa de achar um meio em que a conversa não termine. Será que  duas pessoas tão diferentes irá conseguir manter essa relação? Surpresas poderá vim a ocorrer no destino de Sam e Poppy?

No momento em que a personagem perde duas das coisas mais importantes da sua vida no devido momento, tudo a sua volta não é o mesmo. Com a entrada do aparelho telefônico encontrado então, as coisas parece ocorrer para um lado totalmente diferente do imaginado, começa a surgir a dúvida das atitudes que ela vem tomando de uma forma leve e descontraída. Aliás, ninguém imaginária que durante muito tempo ela não conseguia enxergar o verdadeiro eu de seu futuro companheiro e muito menos a sua nova família, necessitando de um ombro amigo a disposição de qualquer situação. 

Leitura rápida e agradável de se ler, principalmente nos momentos onde as leituras não estão rendendo e nem prendendo como antes. Com personagens bem apresentados e também os diversos ambientes da qual a história se passa, a autora destaca as reviravoltas inacreditáveis da vida e que por trás de palavras em uma tela de celular que a nossa verdadeira alma gêmea pode está, apensas esperando que alguém tome a iniciativa da relação.