sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Jovens de Elite - Marie Lu


Título: Jovens de Elite
Autor: Marie Lu 
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 304
Nota: 5/5

Sinopse: "Bestseller do The New York Times com excelente repercussão entre público e crítica, Jovens de Elite é o primeiro de uma série de fantasia ambientada na era medieval e protagonizada por jovens que desenvolvem estranhas cicatrizes e poderes especiais ao sobreviverem a uma febre que dizimou boa parte da humanidade. Entre eles está Adelina, que, após se rebelar contra o destino imposto a ela por seu pai, encontra um novo lar na sociedade secreta Jovens de Elite, vista por alguns como um grupo de heróis, por outros como seres com poderes demoníacos. Heroína ou vilã? Num mundo perigoso no qual magia e política se chocam, Adelina descobre o lado sombrio de seu coração. Da mesma autora da aclamada trilogia Legend, Marie Lu, Jovens de Elite é o início de uma saga arrebatadora. Perfeita para fãs de histórias de fantasia medieval como Game of Thrones, com vilões dignos de Star Wars e X-Men."

Jovens de Elite é o primeiro livro da série também titulada como Jovens de Elite, escrita por Marie Lu. No Brasil, o livro foi publicado pela editora Rocco no começo do primeiro semestre. Justamente quando estava enfrentando uma ressaca literária, foi quando me deparei com a sinopse deste livro e logo me animei e quis imediatamente ler. E foi aí, que fui aprisionada em um mundo sombrio, de arrependimentos, tristezas e um fio de esperança. Este foi o meu primeiro contato com a autora e já deixo claro como eu gostei da escrita de Jovens de Elite.

Em um cubículo escuro e com odores desagradáveis, é onde encontramos no momento a protagonista da narrativa. Porém, ela nos conta quando e o porquê chegou no estado em que se encontra. Anos atrás o mundo passou por uma febre devastadora que levou muitas pessoas a morte, naquele tempo alguns indivíduos conseguiram sobreviver por um milagre, porém, estes foram marcados de diversas formas em seus corpos e em suas mentes deixados a serem questionados pelas pessoas, até mesmo as que amam, tornando-os solitários. Adelina e sua família também foram afetados durante o acontecimento. Infelizmente sua mãe não conseguiu sobreviver de tal forma que Adelina e sua irmã Violeta passaram aos cuidados do pai, um homem ganancioso e controlador em busca de poder se livrar das filhas através de um bom dote do casamento de ambas. O problema surge pelo fato de Adelina ser um mallfetto, pessoas que não são bem vistas por outras, sendo apresentadas como agouros. Com isso, o pai deixa claro a preferência pela filha não mallfetto e quer a qualquer custo se livrar de Adelina, pois, não basta ser um agouro e ainda não conseguiu despertar nenhum anormalidade a fim de ser utilizada para conseguir dinheiro para a casa. Justamento quando os problemas estão a poucos passos de serem livrados com o determinado fim da filha, a garota desperta, mostrando a sua verdadeira identidade e a sua capacidade daquele ponto iniciado em sua vida.

Em toda a construção da narrativa, a escritora trouxe ao leitor algumas vozes extras de outros personagens como meio de podermos compreender outros ângulos. Além disso, a cada começo de capítulo inicia-se com um pequeno trecho reflexivo a respeito dos acontecimentos. Outro ponto no livro, diz respeito à construção de uma teia envolvendo os personagens que estão envolto de Adelina, ao mesmo tempo em que tem o crescimento da mesma estimulada por todos ao seu redor. É justamente nesta linha, que percebemos conjunto a Adelina o circo de manipulação, uso do bem e do mal e das muitas mentiras que a envolve. Trazendo ao pensamento dos verdadeiros sentimentos que estão nos envolvendo, será que não estamos nos iludindo?

Leitura rápida e envolvente, onde a cada capítulo acompanhamos o amadurecimento da personagem tão forte em si e fraca ao extremo fazendo perder os seus momentos de razão. Alguém que não é a heroína e nem a vilã, é a mistura de branco e preto constantemente. Livro com personagens tão peculiares e autênticos, criando o seu próprio mundo, mas com a visão atenta a qualquer perigo. Esperando o lançamento do próximo volume de Jovens de Elite. Boas leituras!

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Julieta Imortal - Stacey Jay


Título: Julieta Imortal
Autora: Stacey Jay
Editora: Novo Conceito
Ano:2011
Páginas:237
Nota:4/5

Sinopse: "Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e a vida de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história."

Julieta Imortal é o primeiro volume da continuação Romeu Imortal da escritora Stacey Jay, publicado pela editora Novo Conceito. Este é o primeiro contato com algum trabalho da escritora, confesso que de imediato fiquei curiosa com a estória devido a frase que acompanha a capa do livro "A maior história de amor de todos os tempos é uma farsa", pois já dá para entender que iremos embarcar no tapete da maior história romântica de todas conhecendo novas perspectivas e horizontes, descobrindo até, que existe algo mais profundo e extenso da aproximação de duas almas gêmeas.

Depois do assassinato entre as almas gêmeas Julieta Capuleto e Romeu Montecchio na tentativa de assegurar a imortalidade, cada um recebe uma proposta para permanecer no mundo onde ele é um Mercenário e ela uma Embaixadora da Luz, uma segunda chance em que ambos irão trilhar caminhos opostos para alcançar os objetivos contrários de acordo com seu lado, a procura de fazer com que o surgimento do amor flore ou não. É com esse contexto que conhecemos Ariel Dragland, uma garota frágil, que sofre pelo péssimo relacionamento com sua mãe Melaine, além de ter uma visão distorcida de si própria atrelada com a personalidade forte de sua amiga Gema sendo a hospedeira de Julieta, da qual possui o objetivo de tentar de todas as formas melhorar os embases da vida de Ariel, além de progredir em sua missão. Na mesma realidade encontramos o hospedeiro de Romeu, um rapaz cuja vida escolar é bem popular e agitada, mas a sua vida familiar é totalmente desconcertada chamado Dylan. Diante os altos e baixos da vida dos personagens, principalmente com atual desentendimento acontecido entre eles no qual um desastre acontece, que a história inicia. Mas será que a escolha dos corpos hospedeiros tem alguma razão misteriosa?  Ou tudo não passou de uma mera coincidência?

Um ponto importante a ser destacado durante o desenrolar dos fatos, está justamente na morte envolvendo Julieta e Romeu. Por onde o leitor irá poder ter um desfecho para a razão da morte totalmente diferente do habitual, além disso, é bem engraçado que a cada página a escritora irá adicionando um ingrediente a mais, responsável pelo mistério e até susto de cada cena, que pendura no percusso da leitura. Outro ponto a ser destacado, são os temas envolvidos nos problemas cotidianos da sociedade, a baixa autoestima, o não amor próprio, perceptíveis principalmente nas vidas de Julieta e Ariel na escolha de agradar a outra pessoa dando o seu amor a fim de não perde-lá, o medo de encarar os problemas se escondendo por entre barreiras, seja elas por meios da forma de tratar os outros, na relação entre Gema e Ariel, assim como, entre Julieta e Romeu, e a falta de comunicação nas relações entre Ariel e sua mãe Melaine e entre Dylan e seu pai.

Mais uma vez eu percebo que poderia permanece aqui escrevendo a fio porém, durante o desenrolar da narrativa do livro, o leitor irá percebendo a presença do ponto de vista tanto de Julieta quanto de Romeu, mas sempre tendo mais enfase com a visão de Julieta. É um livro com personagens bem construídos, uma linguagem fácil tendo referência como pano de fundo a história do livro "Romeu e Julieta" de William Shakespeare, envolto em um contexto de temas que ainda apresenta destaque na sociedade jovem que é sustamento a alma gêmea, além de conflitos no período da adolescência, assim como, conflitos no geral.