Pular para o conteúdo principal

Ai Kara Hajimaru - Moe Yukimaru


Título: Ai Kara Hajimaru 
Autor: Moe Yukimaru
Desenho: Moe Yukimaru 
Editora: Ribon Mascot Comics
Gênero: escola, romance, shoujo
Ano: 2009
Páginas: 200
Nota: 3/5

Sinopse: "Ai Sakura sempre amou girassóis que, aliás, também era o nome de sua primeira paixão, Taiyou, na 3 ª série. Desde então, Ai nunca teve outro amor e também se tornou bastante introvertida, tempo depois Ai reencontra Taiyou e descobri que ele esta diferente, o que vai acontecer com Ai?"


No geral é um mangá contendo três enredos super fofos e românticos, com traços precisos e sofisticados. De imediato pensava que se tratava de um só, devido aos dois personagens que estão na capa do volume, Ai Sakura e Taiyou, já que conhecemo-los durante três capítulos, até tinha me acostumado com esses dois, porém, nos dois últimos capítulos, conhecemos mais duas estórias. 

A primeira narrativa se passa no colegial na estação do verão, entre a personagem Ai Sakura uma amante de girassóis, e Taiyou um garoto do seu passado, e também seu primeiro amor. No começo Ai e Taiyou tem um encontro bem inesperado, mais a frente ambos terão que se conhecer, o problema é a timidez que sempre toma conta de Ai justamente quando ela está perto de Taiyou, e quer dizer algo muito importante para ele, por causa dessa má interação entre eles, o desenrolar desse romance terá muito choro, ajuda de amigos, e coragem. Fiquei angustiada do começo até o fim, achando que nada ia ser resolvido, tocante.



A segunda, também se passa no colegial, na estação do inverno, entre a personagem Ami, uma amante e talentosa doceira, e Kasshi, um agaroto que não se apega a uma só pessoal. Neste romance, Ami se apaixona por Kasshi de imediato, e mesmo ela não sendo atendida em seu amor por ele, reuniu toda a coragem e luta em fazer o coração de Kasshi aquecer com o calor o humano, e conhecer o amor que ela tem a oferecer. No começo tive a impressão que Kasshi estava só usando Ami, depois do compartilhamento do segredo dele, vi um amor desabrochando da parte de Kasshi, acho que Ami também percebeu.

O terceiro e último romance também se passa no colegial na estação do verão, entre a personagem egoísta e mandona Yuika, e seu namorado, fofo, legal e cuidadoso, Haru, antes de tudo, estava achando Haru um idiota, ele deixa Yuika falar coisas grosseiras além de tratá-lo com total descaso, mesmo fazendo de tudo por ela, até que depois de um vira volta, Yuika percebe o valor do verdadeiro amor deles, atrelado com suas atitudes. Foi à única estória que pior chamou atenção, mesmo sendo fofos e tudo mais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

@mor - Daniel Glattauer

Título: @mor Autor: Daniel Glattauer Editora: Suma Ano: 2012 Páginas: 184 Nota: 3/5
Sinopse: "Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista.Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro.

A Maldição do Vencedor (Trilogia do Vencedor #1) - Marie Rutkoski

Título: A Maldição do Vencedor Título Original: The Winner's Curse Autora: Marie Rutkoski Trilogia: Trilogia do Vencedor Editora: Plataforma21 Número de Páginas: 328 Ano: 2016 Avaliação:☆☆☆☆☆
Sinopse: "Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai - o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que…