quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Namorado de Aluguel - Kasie West




Título: Namorado de Aluguel
Autora: Kasie West
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 250
Observação: 4/5

Sinopse: "Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma."


Namorado de Aluguel é o livro escrito pela autora Kassie West, sendo publicada no Brasil pela Editora Verus. Este foi o meu primeiro contato com algum trabalho da escritora, do qual me rendeu nada menos do que surpresas a cada página lida. É engraçado, o fato da curiosidade depois da leitura em buscar outras obras da autora e perceber títulos já conhecidos. Enfim,  muito mais do que uma brincadeira, se tornando verdade a cada batida do coração.

Em plena noite da festa de fatura de Gia, um desastre acontece em sua vida. Seu namorado Bradley termina com ela sem mais nem menos, juto quando suas amigas iriam conhecê-lo e todas as suspeitas do relacionamento iria ser em fim, resolvidas. Porém, dentro de um carro no estacionamento, a salvação da noite e até da vida de Gia está sentado despreocupadamente. Sem mais delongas, Gia convida o garoto sem nome e desconhecido para se passar de seu namorado Bradley por duas horas e salvar a festa. Após insistência, o garoto aceita e o papel e acompanha para dentro do salão, uma Gia nervosa. A noite parece que irá ocorrendo de bom para melhor, porém, o seu final não só a deixa triste e curiosas a respeito do falso Bradley, como será o inicio de um fio e de muitas mentiras. 

Através de uma mentira a fim de salvar a sua aparência de mentirosa com suas duas melhores amigas e da ovelha negra recém chegada ao grupo, que o mundo de Gia começa a se destroçar. No desenrolar de toda a narrativa, o leitor irá perceber algumas peças do primeiro plano (a busca do próprio eu, aparências, modelo familiar, solidão, egoismo, e a necessidade de aprovação), tendo todos esses seis pontos seus entrelaçamento dando origem as suas ramificações (mentiras, traição e o uso intenso das redes sociais), desenvolvidos a cada capítulo em níveis de estágios em torno da personagem principal. 

A vida de Gia, e como uma bola de neve com tendência a ir aumentando de tamanho, ou como exemplo melhor, uma cabeça de cebola com várias camadas, onde cada camada representa um problema em sua vida e quando este é resolvido uma camada vai sendo retirada. A vida superficial, esteja na convivência com seus colegas ou até mesmo no seio familiar, só perceptível com a ajuda de pessoas fora dessa bolha, aquelas que não estão na vida com medo das atitudes de outras. 

Um fato curioso surge quando uma capa é contraditória com o conteúdo, e mais, quando a história apesar de poder ser catalogada como passa tempo, trás de forma simples tantos questionamentos de comportamentos da vida. Foi uma leitura rápida e fluída, com personagens desenvolvendo o seu papel no contexto, muitas questões a serem observadas no cotidiano e claro, as várias pinceladas do amor em cada página do livro. Boas Leituras! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário